sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Resenha: Um ano inesquecível - Paula, Babi, Bruna e Thalita

Título: Um ano inesquecível
Autores: Paula Pimenta, Babi Dewet, Bruna Vieira e Thalita Rebouças
Editora: Gutenberg
Ano: 2015
Páginas:397

Sinopse

Dizem por aí que os melhores momentos da vida são vividos na adolescência. Os primeiros amores, os encontros, as festas, as viagens, as surpresas... E são sempre os instantes inesperados que transformam um dia comum em uma lembrança especial, daquelas que nunca deixarão de nos acompanhar.
Este é um livro sobre esses momentos doces e sensíveis que não se apagam da memória tão facilmente. Quatro contos, em quatro estações do ano, sobre jovens que passam por vivências e sentimentos intensos. Paula Pimenta nos leva em uma viagem de inverno. Babi Dewet conta como um outono pode mudar tudo. Bruna Vieira mostra a paixão brotando com a primavera. E Thalita Rebouças narra um intenso amor de verão. Histórias de um ano inesquecível que vão ficar para sempre!


Um ano pode ser muito surpreendente, nesse livro a gente passeia pelas quatro estações do ano, cada uma escrita por uma autora diferente, que juntas irão te fazer suspirar, com escritas particulares e únicas. Esse livro é repleto de fofura, com histórias doces e leves, ótimas para serem lidas nas férias ou em qualquer outra época.

"Enquanto a neve cair" é o primeiro conto do livro apresentando o inverno escrito por Paula Pimenta. O livro já começa muito bem com uma leitura bem voltada para o público juvenil, apesar de ter gostado acho que a história tinha elementos que podiam ter sido retirados e o fim não precisava ser tão específico, poderia ter terminado um pouco vago, afinal a personagem principal é jovem.

Mabel quer passar as férias no sítio aonde sua turma de colégio vai acampar, incluindo Igor, menino a qual ela gosta e agora está solteiro e mais mulherengo do que nunca. Porém, o pai da menina decide fazer uma surpresa programando uma viagem para o Chile, para que assim toda a família possa esquiar na neve. Ela reluta em ir com a família esquiar e acaba sendo proibida de levar o celular na viagem, mas ela leva assim mesmo, escondido para saber como estão as coisas no sítio, o que a coloca em situações bem complicadas e embaraçosas durante a viagem e no meio disso tudo acaba conhecendo Benjamin. Apesar da Mabel passar boa parte do tempo querendo voltar para o Brasil e não aproveitando nada nos primeiros dias, a entrada do Ben na história faz com que tudo se torne melhor.

Não faço muitos planos, prefiro viver o presente. Acredito que, se vivermos bem cada momento, o futuro vai ser bom também.


"O som dos sentimentos" esse conto é escrito pela Babi Dewet e a estação é o outono. Apesar de não ser minha estação preferida (nada contra o outono), foi o conto que mais gostei e queria um livro inteiro só com o João Paulo e a Anna Julia, fiquei com muito gosto de quero mais. É sensacional a forma como a Babi te envolve na escrita, com várias referências musicais, o que me fazia ler escutando as músicas, para quem gosta de música assim como eu irá amar esse conto.

A história se passa no coração de São Paulo, na AV. Paulista, mas especificamente debaixo do MASP. João Paulo ama música e junto do seu violão está passando por um ritual, assim como outros estudantes do Conservatório Musical já passaram. Do outro lado temos Anna Julia que não gosta de música, prefere escutar seus podcasts a caminho de seu primeiro estágio em um escritório de advocacia, ah e por favor não cante a música dos Los hermanos para ela, a garota não suporta. No meio da movimentada Paulista pode surgir uma relação inesperada. São personagens tão reais e uma história de uma simplicidade, parece que se você for na Paulista agora vai esbarrar nesses dois. A magia da música torna tudo mais real ainda, eu queria viver o que eles viverem porque é algo que você pode viver de fato. Simplesmente amei. 

Preciso fazer algo diferente, algo louco ou errado, que normalmente me deixaria muito desconfortável. Preciso de momentos que, no futuro, não façam eu me sentir arrependida de ter sido jovem e não ter aproveitado.

"A matemática das flores", a terceira estação é a primavera (amo!) escrita pela Bruna Vieira. Não conhecia a escrita da Bruna, assim como não conhecia das outras, mas percebi que essa estação se encaixou perfeitamente com ela. A história é doce, delicada e, assim como a outra, bem real. Ela aborda temas que assolam os jovens no último ano do ensino médio, como a dúvida em que carreira seguir, reprovação e a questão de aceitação própria. Essa é a segunda história que mais gostei do livro e me deu muita vontade de conhecer mais do trabalho da Bruna. E também tem música, uma música sendo mais específica, que leva à um final muito fofo.

Nesse conto a gente conhece a história da Jasmine que está passando dificuldades em matemática, precisando ser aprovada na matéria para poder concluir o ensino médio, mas nada que uma aula de reforço não ajude. O que parecia ser uma tortura, ficar depois da hora no colégio estudando matemática, pode se tornar algo muito especial. 

O amor é como um jogo que você entra sabendo que vai perder, mas ainda assim é divertido tentar, só pra ter certeza

"Amor de carnaval", para finalizar temos o verão escrito pela Thalita Rebouças. Das quatro era a única que eu conhecia outras obras e por isso pude ver marcas da Thalita na história, que é bem a cara dela. Como diz no título o conto se passa no carnaval e fala sobre amores de carnaval, até porque todo mundo acredita que paixão de carnaval fica no carnaval. Ela tenta mostrar que é possível se apaixonar no carnaval, mesmo com várias reviravoltas.

Acompanhamos a história de três amigas, mas o foco é na Inha e seus problemas amorosos, é quando ela vai para Marquês de Sapucaí e conhece o Guima e o desenrolar da história pós carnaval. Mesmo gostando da história ela não pode ser classificada como minha favorita, gostei dos elementos bem cariocas colocados na história e a forma bem comunicativa da Thalita. Mas ainda assim senti como se faltasse algo na história.


Quem nunca deu uma surtadinha e desejou a todas inimigas vida longa para que elas vejam cada dia mais nossas vitórias? Valeska não cantou uma coisas dessas à toa.


Temos histórias diferentes que juntas fizeram um ano inesquecível!
Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger