domingo, 14 de agosto de 2016

Dica de Filme: Primeiro da Classe

Título Original: Front Of The Class

Diretor: Peter Werner

Gênero: Drama

Lançamento: 2008





Sinopse: 
Desde a infância, Brad foi humilhado na escola por alunos e também por sua professora por ter Síndrome de Tourette. Também não teve a aceitação do pai, que dizia, igual a sua professora, que ele podia controlar todos os movimentos involuntários causados pela Tourette. Uma amiga da família até sugeriu que ele fosse exorcizado. Os médicos nada sabiam sobre a sua doença, até que sua mãe resolveu pesquisar e descobriu que ele sofria de Síndrome de Tourette e passou a ajudá-lo. Já adulto, Brand tentou arrumar emprego em 25 escolas. 24 o recusaram por ter essa doença, apenas uma o aceitou; esta mesma se adaptou a ele: o diretor junto com os professores lhe reservaram uma sala e uma turma de crianças do segundo ano para ele dar aula. Ele superou sua síndrome e pode viver em paz dando aula , a coisa que mais o fazia feliz, pois se sentia aceitado na sociedade e por isso sua síndrome não ficava muito forte.
Ele conheceu pela web uma moça chamada Nancy Lazarus, com quem se casou em 2006, que tinha quase todos os mesmos gostos que ele. Depois recebeu a aceitação do pai, que sabendo por ele que não havia estantes novas na biblioteca da escola, construiu-as e as mandou para a escola. Ele também ganhou o prêmio de Professor do Ano.







Brad Cohen convive desde os seis anos com a sua companheira inseparável: a Síndrome de Tourette. Uma doença incurável que faz com que ele tenha vários tiques físicos e pelo menos um tique vocal. Tratado desde pequeno como uma criança problema, Brad sofria constantemente com as humilhações que os professores o faziam passar por não conhecerem a sua doença. Inúmeras vezes Brad teve que se desculpar perante os colegas pelos sons involuntários que ele produzia, pois, seus professores, pais e todos que o cercavam, achavam que ele fazia isso apenas para chamar atenção. Sem saber mais o que fazer para lidar com o filho a mãe de Brad recorre a vários médicos, mas todos falam a mesma coisa, que é uma questão emocional, que ele só faz isso para chamar a atenção dos pais. 




Sem saber mais a quem recorrer, a mãe de Brad busca nos livros da biblioteca a resposta que tanto procura. E depois de tanta luta, ela finalmente encontra a resposta, mas, vê seu mundo vir a baixo quando descobre que a Síndrome de Tourette não tem cura, desesperada por soluções ela acaba indo em um grupo de apoio para pessoas portadoras da síndrome, mas o que encontra são pessoas que desistiram de tentar, desistiram de lutar, pessoas que não tentam ser aceitas, não tentam realizar seus sonhos, pessoas que não vivem, que estão presentes nesse mundo apenas em corpo, mas que por desistirem deixaram de viver e apenas coexistem com a doença. 





Depois desse episódio, Brad decidi que não quer ser como aquelas pessoas, ele quer lutar, quer realizar todos os sonhos que almeja e ele irá lutar para conseguir isso. Com a intervenção do diretor da nova escola de Brad, ele começa a ser mais aceito na escola e se forma como um dos melhores da turma.




Depois de se formar na faculdade e mudar-se de cidade, acompanharemos Brad à procura de um emprego como professor, veremos como o preconceito e a ignorância estão presentes na nossa sociedade e como a inocência e a amorosidade das crianças irá colorindo a vida de Brad.

Minha amiga constante me dizia para eu não ter muitas esperanças, mas ter esperança é um hábito difícil de se deixar.” 

O que dizer desse filme que eu assisti hoje (08/08/2016) mas já considero como um dos melhores filmes que já vi? 

Eu comecei o curso de psicopedagogia mês passado e a cada dia me encanto ainda mais com a área e esse filme me fez ver um mundo completamente novo, eu nunca tinha escutado falar em Síndrome de Tourette até assistir esse filme, e gente, é absurdo ver como a nossa ignorância nos faz cegos diante das dificuldades dos outros. Nós julgamos uma pessoa como incapaz apenas porque aquela pessoa não se encaixa no nosso padrão de "normalidade", como se o fato de aquela pessoa ter uma deficiência fizesse dela menos capaz, fizesse dela impotente. Mas não é assim, e o Brad está aí para nos mostrar isso, mesmo tendo a Síndrome de Tourette ele não desistiu e conseguiu realizar o seu sonho de ser professor, melhor ainda ele ganhou o prêmio de professor do ano, desbancando todos os outros professores "normais". Com uma história tocante "Primeiro da Classe" é um filme incrível, o tipo de filme para se aprender a ser mais humano, aprender a se colocar no lugar do outro, um filme sem sombra de dúvidas maravilhoso. 




Primeiro da Classe é baseado em uma história real, e a história do Brad é uma lição para se levar para a vida inteira, uma história de superação que irá te inspirar e mostrará como é importante nunca desistir. Filme super recomendado para todos independentemente de idade. 



Jimmy Wolk (à esquerda ator que interpretou Brad) e Brad Cohen à direita,


Espero que tenham gostado da minha dica. =)
Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger