segunda-feira, 4 de julho de 2016

Resenha: A Voz do Arqueiro - Mia Sheridan

Autor: Mia Sheridan
Páginas: 336
Ano: 2015
Editora: Arqueiro
Adicione: Skoob

Sinopse: Cada livro da coleção Signos do Amor é inspirado nas características de um signo do Zodíaco. Baseado na mitologia de Sagitário, A voz do arqueiro é uma história sobre o poder transformador do amor.
Bree Prescott quer deixar para trás seu passado de sofrimentos e precisa de um lugar para recomeçar. Quando chega à pequena Pelion, no estado do Maine, ela se encanta pela cidade e decide ficar.
Logo seu caminho se cruza com o de Archer Hale, um rapaz mudo, de olhos profundos e músculos bem definidos, que se esconde atrás de uma aparência selvagem e parece invisível para todos do lugar. Intrigada pelo jovem, Bree se empenha em romper seu mundo de silêncio para descobrir quem ele é e que mistérios esconde.
Alternando o ponto de vista dos dois personagens, Mia Sheridan fala de um amor que incendeia e transforma vidas. De um lado, a história de uma mulher presa à lembrança de uma noite terrível. Do outro, a trajetória de um homem que convive silenciosamente com uma ferida profunda.
Archer pode ser a chave para a libertação de Bree e ela, a mulher que o ajudará a encontrar a própria voz. Juntos, os dois lutam para esquecer as marcas da violência e compreender muito mais do que as palavras poderiam expressar.


Resenha: Booom, primeiro preciso esclarecer uma coisa! Não gosto de hot, nenhum pouco, não gosto mesmo, e esse livro, na minha opinião, é muito hot! Portanto, desculpem se eu ficar tendenciosa ou reclamona, prometo que vou tentar ser imparcial...

Então Denise, porque a leitura de um livro do estilo que você claramente não gosta? Ah, como tudo na vida tem dois lados, esse é o lado bom, o motivo que me fez ler a obra: Ele faz parte de um projeto que o Blog participa, junto com outros blogs e algumas amigas "não blogueiras", O Livro Viajante! O objetivo é enviarmos os livros umas para as outras, somos seis, então o rodízio passará por nós todas. É um projeto maravilhoso, que encanta e aproxima os leitores, super recomendo viu...além de, obviamente fazer com que conheçamos novos gêneros e, quem sabe, até venhamos a gostar deles...

Então, sem mais enrolação, vamos conhecer A Voz do Arqueiro...

Bree Prescott abandona sua vida, sua casa e tudo o que ela conhecia. Ela coloca suas malas e sua cachorrinha no carro e vai em busca de liberdade, ela precisa desesperadamente fugir do seu passado, dos traumas e da tristeza que a perseguem, seu pai fora assassinado e ela não pôde fazer nada, a não ser viver com a culpa e a certeza de que poderia ter feito alguma coisa.

Ela acaba parando numa cidade pequena e muito pacata chamada Pelion, onde ela planeja ficar algum tempo, até que suas feridas se curem, para então voltar para casa, onde ninguém mais a espera!

Archer Hale é o esquisito da cidade. Em um acidente quando ele tinha 7 anos, perdeu os pais, o tio e a voz. Cresceu então sob os cuidados de um tio, que era meio maluco e paranoico, parecia que a qualquer momento uma guerra iria estourar. Ele enchia a propriedade de armadilhas e Archer acabou crescendo isolado junto à essa loucura. Quando o garoto completou 19 anos, seu tio morreu, deixando-o assim, sozinho. Sozinho, mudo e esquisito!

Mas Bree, alguns anos depois iria aparecer, trazendo consigo marcas de um passado traumatizante, feio, mas que poderia ser superado, fazendo assim com que Archer tentasse também, fazer o mesmo. Eles se conhecem e a atração é imediata. Bree descobre que ele é mudo. O pai da menina também era, ela assim, conhece a linguagem dos sinais, tornado-se então sua primeira amiga!

A amizade deles cresce e se torna algo mais. Archer vivia escondido atrás de um cabelo bagunçado, uma barba enorme e uma atitude de "poucos amigos", Bree consegue aos poucos, com muito carinho e paciência trazer o rapaz de volta a vida, e juntos eles vão descobrindo que os traumas do passado podem e devem ficar lá...no passado e que o futuro pode sim trazer alegrias.

No que se refere à história, eu posso dizer que amei! A trama é envolvente, a leitura flui de maneira agradável, a emoção está em cada página do livro. A amizade e o carinho com que Bree o trás de volta a vida é fascinante. A mensagem que a obra me transmitiu foi linda, ao meu ver, mostrar tantos traumas e um homem mudo teria tudo para não dar certo, para ser uma experiência difícil de ler, mas a autora soube trazer esses temas de maneira suave e apaixonante.

O único porém que vejo são as partes hots, como eu havia mencionando antes, não gosto, as pulei. Não condeno quem gosta, mas eu não consigo encontrar sentido em descrições tão detalhadas, prefiro deixar a minha imaginação trabalhar sozinha. Se você gostaria de ler e também não gosta de tais cenas, faça como eu, pule-as, mas leia, não irá se arrepender.

Como falei antes, nosso livro viajante acaba nos apresentando à mundos completamente diferentes. Por obrigação, acabei lendo A Voz do Arqueiro e agora, por me encantar pela obra, a indico a todos que querem se emocionar com um casal doce e apaixonante!


"Tenho medo de amar você. Tenho medo de você ir embora de eu ficar sozinho outra vez. Só que será mil vezes pior porque vou saber o que estou perdendo. Não posso.. Quero ser capaz de amá-la mais do que temo perdê-la e não sei como fazer isso. Me ensine, Bree. Por favor. Não me deixe destruir isso."


Resenha feita pela parceira Denise Dimer do blog Eu Pratico Livroterapia



Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger