quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Resenha: O Oráculo Oculto - Rick Riordan

Autor: Rick Riordan
Páginas: 320
Ano: 2016
Editora: Intrínseca
Adicione: Skoob



Sinopse: 
Como você pune um deus imortal? Transformando-o em humano, claro! Depois de despertar a fúria de Zeus por causa da guerra com Gaia, Apolo é expulso do Olimpo e vai parar na Terra, mais precisamente em uma caçamba de lixo em um beco sujo de Nova York. Fraco e desorientado, ele agora é Lester Papadopoulos, um adolescente mortal com cabelo encaracolado, espinhas e sem abdome tanquinho. Sem seus poderes, a divindade de quatro mil anos terá que descobrir como sobreviver no mundo moderno e o que fazer para cair novamente nas graças de Zeus. 
O problema é que isso não vai ser tão fácil. Apolo tem inimigos para todos os gostos: deuses, monstros e até mortais. Com a ajuda de Meg McCaffrey, uma semideusa sem-teto e maltrapilha, e Percy Jackson, ele chega ao Acampamento Meio-Sangue em busca de ajuda, mas acaba se deparando com ainda mais problemas. Vários semideuses estão desaparecidos e o Oráculo de Delfos, a fonte de profecias, está na mais completa escuridão. 
Agora, o ex-deus terá que solucionar esses mistérios, recuperar o oráculo e, mais importante, voltar a ser o imortal belo e gracioso que todos amam



O novo livro do autor Rick Riordan vai nos mostrar o que aconteceu depois de O Sangue do Olimpo. Após os acontecimentos do último livro da série Os Heróis do Olimpo, Zeus resolveu castigar o deus Apolo, mas como se pune um deus? Transformando-o em humano, obvio!



- As coisas nem sempre precisam terminar da mesma maneira, Apolo. Essa é a parte boa de ser humano. Nós só temos uma vida, mas podemos escolher que tipo de história queremos ter. 

Após ser banido do Olimpo, o deus Apolo se vê preso no corpo de um adolescente mortal, cheio de espinhas, com aquela barriguinha indesejada e cheio de dúvidas e medos e o pior de tudo SEM PODERES, isso mesmo, Apolo perdeu todos os poderes! Isso sem contar o fato de que ele não se lembra de algumas coisas - ele lembra que é um deus, mas não lembra de alguns monstros e muito menos de como detê-los. 


- Por favor, pai, aprendi a lição. Por favor, não posso fazer isso!                                                        Zeus não respondeu. Devia estar ocupado demais gravando minha humilhação para postar no Snapchat.


Logo após um pouso forçado em uma lata de lixo ele acaba sendo espancado por alguns garotos de rua, que misteriosamente sabiam exatamente aonde ele iria cair, coisa nem mesmo o grande Apolo conseguiu prever. Porém, uma misteriosa semideusa aparece e acaba ajudando-o. Apolo sabe que para voltar a ser um deus ele precisa passar por várias provações - ele precisa achar um semideus que irá reivindicá-lo como um "servo" e Apolo terá de fazer tudo que ele pedir -, e para isso ele conta com Percy Jackson, o famoso semideus da profecia dos 7, e para chegar até ele, Apolo precisará da ajuda de Meg - uma semideusa misteriosa que tem alguns poderes esquisitos sobre o lixo ( quando li essa cena só lembrei do Senhor Supremo do Banheiro, haha). Percy irá ajudá-los a chegar até o acampamento meio-sangue mas não poderá ficar com eles por muito tempo e logo Apolo terá que aprender a conviver com os humores de Meg, uma hora dando estrelas no meio da rua e na outra completamente calada e carrancuda. 



Na verdade, eu tinha mais perguntas do que nunca, mas senti que Meg não estava no clima de falar mais. Eu me lembrei da reação dela quando estávamos na câmara de Delfos, da expressão de puro pavor quando reconheceu a voz do Besta. Nem todos os monstros eram répteis de três toneladas com bafo venenoso. Muitos usam rostos humanos.

Porém, o acampamento também está passando por grandes dificuldades, vários campistas estão desaparecendo misteriosamente e o Oráculo de Delfos - a fonte de profecias - está na mais completa escuridão desde a guerra contra Gaia. E agora Apolo terá de solucionar esse mistério, trazer a luz de volta a Delfos e é claro voltar a ser imortal. 


- Apolo quer dizer que não podemos fazer uma missão sem profecia, e não podemos ter profecia sem oráculo.


Mais uma resenha gigante, não é mesmo? Me desculpem eu sou péssima em resumir pois acho que cada pequeno detalhe é essencial. 

Os fãs do tio Rick já estão familiarizados com o Apolo e já sabem que ele tem um ego gigante, ele acha que apenas ele é importante e que todos devem parar tudo o que estiverem fazendo apenas para admirá-lo. Porém, durante todo o livro ele evolui bastante e até repensa alguns dos erros que ele - e todos os outros olimpianos - acabaram cometendo para com seus filhos semideuses. 

A Meg é um fofa, e o Percy não está no centro da série como acontece nas outras duas, ele apenas aparecerá algumas vezes - posso contar algo? O Percy vai ter uma irmãzinha *--* - , pois ele prometeu a Annabeth que tentaria não morrer até ela voltar - a história pelo que parece se passa no mesmo período de tempo de Magnus Chase - A Espada do Verão, portanto, a Annabeth está viajando -, e temos também várias cenas fofas com o Nico e o Will <3. 


- Ei, só estou constatando o óbvio. Se este for Apolo e ele morrer, estamos todos encrencados.      - Peço desculpas pelo meu namorado                      - Você pode não...                                                   - Você prefere pessoa especial? - perguntou Will. - Alma gêmea?                                                           - Alma geniosa, no caso. - resmungou Nico.               - Ah, você vai me pagar por isso.

Conhecendo o meu amor pelos livros do autor ainda preciso dizer que amei o livro? Não, né? O livro é super engraçado, cheio de personagens incríveis e ainda dá para matar a saudade dos personagens antigos *--*. Super indico, mas vale ressaltar que se você optar por começar a ler os livros do Rick Riordan por esse você será bombardeada/o de spoilers das outras séries - PJO e HDO. 


Ps: Temos um semideus brasileiro nesse livro, sim um brasileiro! E com direito a português e até uma bandeira do Brasil. <3 
Tem como amar menos esse autor? 
Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger