domingo, 26 de junho de 2016

Resenha do livro: Codinome Mr. Queen

Autor: Loraine Pivatto
Páginas: 404
Ano: 2015
Editora: Edição do autor para divulgação
Adicione: Skoob
Sinopse: 
O ano é 2012,
Dia 21 de dezembro,
E a temida profecia maia acaba de se cumprir.
Cidades devastadas,
Ruas vazias,
A população mundial bruscamente reduzida,
E a história dos sobreviventes começa a ser contada.
Os escolhidos iniciam um novo mundo, baseado nas novas regras passadas através dos sonhos.
Agora serão 2 vidas: 
A primeira até os 70 anos,
A segunda, a partir dos 20 e até os 100.
150 anos no total.
Nenhum segundo a mais.
A nova sociedade começa a surgir:
Sem desigualdade,
Sem dinheiro,
Sem doenças,
Sem possibilidade de mortes prematuras,
Exceto por uma maneira.
Uma única maneira de morrer, mas que não pode ser revelada.
Um segredo que precisa ser guardado.
Para salvar a sociedade de si mesma.


Resenha: "Os escolhidos iniciam um novo mundo, baseado nas novas regras passadas através dos sonhos.
Agora serão 2 vidas: A primeira até os 70 anos. A segunda, a partir dos 20 e até os 100. 150 anos no total. Nenhum segundo a mais. A nova sociedade começa a surgir: sem desigualdade, sem dinheiro, sem doenças, sem possibilidade de mortes prematuras, exceto por uma maneira."

A premissa é como a da sinopse: 2 vidas! A primeira se inicia no momento que o mundo acabou, em 2012. A segunda logo após os 70 anos da primeira vida encerrarem, a pessoa ressurgia, na outra vida, com 20 anos e toda uma bagagem da vida anterior. Sim ela carregava consigo as memórias da vida passada.
No dia, e na hora exata que completaria 70 anos....pluft....a vida ali terminava, e recomeçava em outra realidade, já que ocupava o mesmo lugar da vida anterior.
                                       
" Sonhei com minha falecida avó me contando que não haverá mortes. Nem suicídios, nem homicídios, nem acidentes e nem doenças fatais. Mas, convenhamos que é estranho isso, não?"

No início eu achei que fosse uma distopia, quando vi que o mundo tinha acabado, porém estava enganada, qualificaria mais como um romance, já que trata da vida das três mulheres da família Brandão.
Regina, que tinha quarenta e poucos anos quando o mundo acabou. Se vendo sozinha logo após surpreender seu marido com outra, sua amiga Vanessa. Esta logo de cara encontra Maria Eduarda, filha da rival, então criança, ela a cria, mas a menina só dá desgosto a ela, em dado momento têm uma briga tão feia que Regina se cansa e a manda embora. Esta aparece mais de um ano com uma filha nos braços, lhe entrega a menina e cai no mundo, Larissa Brandão então é criada como neta de Regina. O tempo passa, coisas acontecem, Larissa dá a luz à Vitória Brandão.(Complicado, não?). 
Esse trio de mulheres fortes, cada uma à sua maneira encaram desafios, na sua maioria amorosos para Larissa e Vitória.

Para Regina é mais difícil, pois ela "cai de para-quedas" em um mundo completamente diferente onde riqueza e dinheiro existem mais, não tem moeda de trocas e todos são iguais.
O sistema de moradia, os carros, tudo é igual parar todos, tanto que no novo mundo muitos apartamentos e casas somem, poucos lugares ficam em pé.
As casas devem ser iguais para todos, mas como o ser humano é por natureza ganancioso, alguns resolvem fazer para si casas mais majestosas, só para no outro dia, a casa ter sumido. E assim seguiram a vida com apenas uma certeza, ninguém poderia morrer! Isso mesmo, todos, sem exceção  teriam uma vida plena até os 70 anos. Sem mortes, sem doenças, nada. E no dia do aniversário de 70 anos a pessoa morreria, ou seja, sumiria daquele plano e reaparecia no outro, com 20 anos de idade, tendo mais 80 para viver, nenhum dia a mais nem a menos.

"Ah! Os sobreviventes continuam os mesmos homens e mulheres da vida antiga, cheio de empáfia, arrogância e presunção. Ou talvez ainda piores. Mesmo com o mundo maravilhoso que tinham recebido, sem mortes prematuras ou doenças graves, sem discriminações e diferenças sociais, um mundo de fartura, no qual podiam dispor de todos os produtos e serviços existentes da natureza exuberante, as pessoas ainda se sentiam entendiadas, desvalorizadas ou aborrecidas"

Só que não esqueçamos que o ser humano é por natureza insatisfeito e o que deveria ser uma coisa para esquecer, para viver plenamente, acaba se tornando a obsessão de alguns, a competição toma um lugar absurdo na vida de algumas pessoas além disso, descobrir como morrer é fundamental para outras. E até isso foi impressionantemente bem amarrado.
Não tem como morrer, ou melhor, só tem uma maneira de morrer e um pequeno grupo de amigos luta para manter esse segredo a salvo.

Atrama é toda amarrada de uma forma impressionante, as idades, os cálculos, tudo foi organizado com maestria pela autora. Devo dizer que no começo não gostei da leitura, pois é muita informação. Assim como Regina tinha 40 anos ela já tinha 70 e ia morrer e eu me apeguei a alguns personagens...poxa Loraine! O interessante é que, haveria tempo para consertar ou reviver algo, sendo certo ou errado. Tinha mais uma vida afinal. Outra oportunidade, nova chance...

"Pois é, vó. Cinquenta e cinco anos após o nosso primeiro beijo, resolvemos, finalmente, morar juntos - Larissa anunciou, aos risos, em um dos almoços na casa de Regina. - Não somos o casal mais rápido do mundo, mas acredito que após tantos desencontros, agora vai deslanchar."

Então rapidamente o tempo passa e Regina se vai e aí começou a filha dela e as histórias da Larissa, mas então já estava na hora da Vitória, que também já ia morrer...Afff!...fiquei irritada, mas eu tinha esquecido da tal segunda vida e o prenúncio de um encontro. Tudo isso em meio a uma traição nunca descoberta, até que o livro chega ao fim...E vemos como e com que riqueza de detalhes tudo se encaixa perfeitamente bem, não tem como não parabenizar a autora por sua habilidade em tecer tramas complicadas e finaliza-las com perfeição.

O livro faz parte de um Book Tour encabeçado pela Loraine, as páginas são brancas e o livro é sem orelhas mas por saber que ele foi produzido para esse fim,  não incomodou em nada. Claro que futuramente, quando uma editora o produzir espero que tenha todas especificações que nós leitores amamos, rsrs.
Escrita de fácil entendimento e sem erros ortográficos, não posso negar que amei a facilidade com que ela discorre as palavras J.
Enfim, é uma leitura gostosa e que te faz pensar na vida, em como mesmo tendo todas as oportunidades o ser humano não deixa de querer sempre mais, e justamente o que não pode ter. Mas que também mostra que nem todos são desse jeito, uma grande parte quer conservar o que há de bom.

Genteeee, o livro ainda está viajando pelo Brasil. E a autora é um amor de pessoa. Tenho certeza que se alguém se interessou é só chamá-la no skoob ou facebook.Vamos fazer desse livro um sucesso!!
Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger