domingo, 3 de maio de 2015

Resenha: Jardim de Inverno - Kristin Hannah


 Meredith e Nina Whiston são duas irmãs totalmente diferentes. Enquanto Meredith é uma mulher sensata e bem sucedida, escolheu ficar em casa e cuidar das filhas e da família, Nina viajou em busca dos seus sonhos e se tornou uma fotojornalista famosa, visita sua família apenas em data especiais e sempre some sem avisar.
Porém, com a doença do seu amado pai, as irmãs encontram-se novamente, desta vez, ao lado de sua mãe Anya, uma mulher fria que mesmo nessa situação não oferece nenhum conforto as filhas. Como uma mulher que ama tanto o seu marido não demonstra nenhum afeto para com as filhas?



Para cumprir uma promessa feita ao seu pai no leito de morte, as irmãs, principalmente Nina, irão se esforçar para se aproximar da mãe e fazer com que ela termine o conto de fadas que costumava contar para as meninas na infância, ao decorrer da história juntamente com Nina e Meredith conheceremos o passado de sua mãe.

Me fiz muitas perguntas no decorrer do livro, e eram sempre as mesmas. Como uma mãe pode não amar os filhos, como pode não gostar da companhia deles?... E por aí vai. Porém Anya tinha um motivo e é isso que vamos descobrir quando ela terminar o conto de fadas.
As meninas conhecem uma mãe que não conheciam antes, uma mãe que lutou, sofreu e fez tudo que podia pela família. E é a partir desse conto de fadas que descobrimos que tudo que Anya fazia tinha um porquê. 



E aí vai alguns dos trechos que mais gostei:

"- Perder o amor é algo terrível - Mamãe disse suavemente -, mas virar as costas para ele é insuportável. Você vai passar o resto da vida repassando isso na sua cabeça? Imaginando se se afastou cedo demais ou com facilidade demais? Ou se vai algum dia amar alguém novamente com tanta profundidade?"

"— Você ficaria surpresa com o que o coração humano pode suportar.
Meredith nunca tinha visto a mãe falar em um tom assim tão desesperado. Na verdade, nunca tinha visto ninguém falar assim, mas compreendia: era o som que você faz quando o chão some sob seus pés e você cai."

"Cada escolha mudava a estrada pela qual se seguia e era fácil demais terminar indo na direção errada."

"- Eu não sei o que vai acontecer - Meredith disse por fim. - Acho que talvez o amor possa simplesmente... dissolver.
- Não, não pode - a mãe disse.
- Então, como...
- Você aguenta - a mãe disse. - Até suas mãos estarem sangrando, e mesmo assim você não larga."

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger